CIEG - Centro Interdisciplinar de Estudos Grupais Enrique Pichon-Rivière

Logomarca CIEG

Ferramentas:

  • Mapa do Site
  • Links Úteis
  • Busca no Site

Publicações

Desabafo do Marujo

Logo cedo fora despertada entre flores

Pelo marujo de voz doce

Adocicada pela liga das águas salgadas

Impressas em suas almas

Hoje sensibilizados pelo acidente em Mar Grande

Ele, profissional das máquinas e redes no mar

Lá estava, cumprindo a sua missão solidária,

Resgatando náufragos, ajudando a salvar vidas,

Dolorosamente recolhendo corpos que se foram…

Não, não é doce morrer no mar

O mar é fonte de vida, é maternidade

Ele, com o corpo doído

Braços e joelhos chorando a dor da alma, desabafa;

“aquela embarcação não tinha estrutura para sair naquele tempo,

O homem do mar precisa respeitá-lo!

Mas muitos insistem na ganância.

O mar dita regras,

O respeito é fundamental

Suas águas dão sinal

O vento anuncia

É tempo de recolhimento.

Seu filho deve obedecer”.

O bom marujo conhece sua soberania

Ele pede permissão para entrar no mar!

Sim, “é doce morrer no mar”

O morrer das águas doces que correm para seus braços

E que o homem também desrespeita

A ilha hoje aduba suas terras,

Com as águas salgadas derramadas

Pela perda dos seus filhos

Precocemente idos

Pelos desrespeito a sua soberania

Triste, muito triste, hoje filhos

Adornados em flores!

 

SSA, 25.08.2017

Dayse Maria

 

 

15 de outubro de 2017

Escritora da Oficina Fazedoras de Palavras – 2017

Os comentários estão desativados.

Endereço:

Centro Interdisciplinar de Estudos Grupais Enrique Pichon-Riviére

Rua Belo Horizonte, 102 – Ed. Manuel Laureano Campos Casal, 5º andar – Sala 501 Jardim Brasil – Barra, Salvador – BA, 40140-380

Copyright © CIEG - 2011

Contatos

Site desenvolvido por Lila Nascimento

Contato: lila_nascimento@hotmail.com

WebDesigner Lila Nascimento