CIEG - Centro Interdisciplinar de Estudos Grupais Enrique Pichon-Rivière

Logomarca CIEG

Ferramentas:

  • Mapa do Site
  • Links Úteis
  • Busca no Site

Publicações

A formação de Coordenadores de Grupo na Escola de Psicologia Social de Buenos Aires

Escola fundada pelo Dr.Enrique Pichon-Rivière.

A Tarefa Institucional

A Escola de Psicologia Social, fundada por Pichon-Rivière em 1953, se define como uma instituição formativa no campo da saúde mental. Por “Instituição Formativa” entendemos uma comunidade comprometida num permanente processo de aprendizagem, cuja tarefa converge três aspectos do conhecimento:

  • A pesquisa ativa em um setor do real;
  • A elaboração e desenvolvimento de um modelo teórico-técnico;
  • A instrumentalização realizada a partir da experiência e o trabalho desse modelo.

Esta convergência se propõe em função do trabalho desse modelo. Esta convergência se propõe em função de operar no setor do real que constitui o campo da Psicologia Social.

A Psicologia Social e a Concepção do Sujeito

Caracterizamos a Psicologia Social como uma reflexão sobre o sujeito e seu comportamento, reflexão que o aborda na interioridade dos sistemas de vínculos e relações sociais dos quais esse sujeito é síntese, emergente, centro de nodamento (nó). Essa rede interacional  (de interação) é condição de produção de subjetividade. A interação é uma dialética entre sujeitos, um interjogo do qual estes se determinam reciprocamente em processos de comunicação e aprendizagem. Na interação, fundada motivacionalmente em necessidades recíprocas, cada sujeito emerge e se constitui como tal. Só nesse contexto interacional, horizonte da experiência, o comportamento reveste significadamente (significação), intencionalidade.

Na dialética intersubjetiva se constitui, numa trajetória de experiências, a dimensão intra-subjetiva ou mundo interno, ao que Pichon-Rivière denomina por sua estrutura e dinâmica: Grupo Interno, trama interacional internalizada que Reconstrói com maior ou menor grau de ajuste, a rede relacional externa. A interação implica, como interjogo entre sujeitos, uma dialética entre Grupo Interno e Grupo Externo, entre o intersubjetivo e o intra-subjetivo.

Em síntese a partir do fato da determinação vincular, social e histórica da subjetividade a Psicologia Social focaliza os Processos de Interação como seu campo de ação, hierarquizando em conseqüência ao vínculo e a trama relacional que é o grupo como âmbito e instrumento de indagação e operação. A problemática do sujeito nos remete a temática do Grupo ao mesmo tempo em que a pergunta pelo grupo nos reenvia a problemática do sujeito.

4 de agosto de 2017

Tradução: Graciela Chatelain

Os comentários estão desativados.

Endereço:

Centro Interdisciplinar de Estudos Grupais Enrique Pichon-Riviére

Rua Belo Horizonte, 102 – Ed. Manuel Laureano Campos Casal, 5º andar – Sala 501 Jardim Brasil – Barra, Salvador – BA, 40140-380

Copyright © CIEG - 2011

Contatos

Site desenvolvido por Lila Nascimento

Contato: lila_nascimento@hotmail.com

WebDesigner Lila Nascimento